Dog play Fetish – fotos e filmagem da sessão em 360°

dogplaybdsmbrasil

Já imaginou você poder sentir-se como estivesse junto em uma sessão minha com um escravo?

Integração Femdom – Mistress Damazonia (From Canadá) e Mistress Charlotte

Há tempos quem me acompanha sabe, adoro a experiência Femdom com amigas Dommes. Existe uma troca imensa de conhecimento, isso aumenta a bagagem BDSM na prática além claro de ser bem divertido!

Sempre tive referências nacionais e internacionais por outras prodommes e admiração pelo trabalho de algumas em especial. E não é que 2019 já começou com uma grande surpresa!!!! Ano passado tive o privilégio de conhecer a Mistress Adrienne em NYC, e este ano a Mistress Damazonia do Canadá.

Lindas, poderosas e malvadas Hahaha

Foi maravilhoso, que experiência! Algumas fotos desse dia especial, integração Femdom onde todos nós só temos a ganhar.

Let’s go for a walk with your Mistress? | Vamos passear com a sua Mistress?

mistress Charlotte Dominadora Profissional

A imagem que diz tudo. Para agendar a sua sessão seja avaliado por email: mistresscharlottek@gmail.com

Apresente-se: idade, fetiches e limites. Caso tivermos compatibilidades passarei mais detalhes e marcamos.

 

Vestido preto sandálias vermelhas – Femme Fatale

Look maravilhoso divando nesse ensaio incrível. Amo sandálias vermelhas, o clássico preto, um bom vinho…. Em breve todas as fotos na galeria!!

 

É amanhã! 19 a 26 de março/ 2018 no Rio 

Amanhã eu e @mistressmoniquemaud estaremos no Rio de Janeiro, poucos horários.

Local confirmado: Copacabana.

19 a 26 de março.

E para completar chega na sexta-feira a @mistress_elis 

IMPERDÍVEL !!! #dominadoras #dominadoraprofissional #dommesrj #BrazilianMistress #dominadorasriodejaneiro 

EMAIL: confrariadasdommes@gmail.com 

mistresscharlottek@gmail.com

Ou whatts app: 11 98687-0248.

Dommes no Rio de Janeiro – 19 a 26 de março 2018

dominadoras rio de janeiro

 

Envie um email e seja avaliado! Poucos horários, agendamento atencipado!!!!

mistresscharlotek@gmail.com whatts app (apenas mensagem e em horário comercial) 11 98687-0248

Fetish Night – Playing with my very sexy rubber doll – part 1

 

Photographer: Patricia Retamero | Instagram: patriciaretamero_photographer

#TBT – Dominação e Submissão – O que é ser Domme?

 

Há uma boa distância entre a vontade de ser uma domme e em ser realmente uma domme. Bobagem. Dommes dizem às pessoas o que fazer; essa é a definição! Na verdade, não. É preciso muito mais do que isso para ser uma domme, vai muito além de simplesmente dizer às pessoas o que fazer. Isso qualquer um pode fazer.

O contexto é importante;  uma domme não é somente ser mandona, e ninguém consegue dizer a todos o que fazer o tempo todo.

O primeiro grande erro mais comum entre novatos é acreditar que a dinâmica de relacionamento D / s seja simples. Exemplo: Você é uma domme; você vê alguém que é um sub; e acredita que enquanto domme, o seu lugar de direito é dizer ao sub o que fazer, e como um sub, essa pessoa deve lhe respeitar, certo?

Mais ou menos. Para começar, se você quer respeito, você tem que fazer muito mais do que dizer “eu sou uma domme, adora-me!” De fato, dizendo: “Eu sou uma domme, adora-me!” É uma boa maneira de ser ridicularizada por qualquer um que tenha alguma experiência em relacionamentos reais D / s.

Mesmo que seja temporário, existe uma relação entre a dominante e o submisso por ambos terem feito essa escolha.

sessão virtual, dominadora profissional, prodomme, dominatrix, mistress, findom, bdsm, fetiche, fetish, podolatria, feet worship, dominadora profissional sp, prodomme sp, dominatrix sp, mistress sp, findom sp, bdsm sp, dominadora profissional rj, prodomme rj, dominatrix rj, mistress rj, findom rj, bdsm rj, prodomme ny, dominatrix ny, mistress ny, findom ny, bdsm ny, prodomme nyc, dominatrix nyc, mistress nyc, findom nyc, bdsm nyc, financial domination, money slavery, dominação financeira, femdom art, dominação virtual, virtual domination, financial exploratio, financial domination, money slavery, money slave. patricia retamero, leather fetish

Agora, espere um minuto, aqui. Subs são submissos, porque eles querem se submeter a uma domme!

Sim. Mas isso não significa que qualquer submisso particularmente quer submeter-se a você! Partindo do princípio de que alguém quer se submeter a você simplesmente porque essa pessoa é “submissa” é exatamente como supor que: uma mulher heterossexual gostaria de ter sexo com qualquer homem, porque ele é um homem heterossexual (ou vice-versa).

Mas todos os submissos devem respeito aos dominantes: Sim, porém é a postura da domme que será naturalmente percebida superior. E isso não se impõe. O respeito no geral é ganhado. Acreditando que você tem direito a ele, simplesmente em virtude do fato de você chamar-se por “domme”. Está errado.

Eu não entendi. Se alguém não quiser ser dominado, por que essa pessoa é um submisso?

Mais uma vez, trata-se de contexto. Essa pessoa pode muito bem querer ser dominada, e pode até querer ser dominada por você, talvez, mas até você descobrir o que a pessoa quer, não faça suposições. E, principalmente, não fazer suposições sobre o que a pessoa quer ou precisa, ou como essa pessoa “deve” interagir com você.

Quando alguém descobre um interesse no BDSM, pode ser fácil cair em uma mentalidade fantasia-realização. Você tem idéias sobre como você gostaria que fosse e que tipos de coisas que você gostaria de explorar, você tem fantasias, você tem coisas que você realmente quer fazer, por isso pode ser tentador para você encaixar todos os submissos que encontrar em suas próprias fantasias . Quando você parar de se relacionar com pessoas como pessoas e começar a se relacionar com eles como objetos de fantasia-realização, você pode esperar para ter problemas.

O que você está falando? Eu sou uma Domme. Essa pessoa é um sub. É claro que há um relacionamento de troca de poder! Sim, mas você não ganha automaticamente o poder por ser uma domme; um submisso dá-lhe esse poder. É a entrega. Não é seu por direito. Este é um dos pilares básicos de consentimento. O sub lhe concede poder por consentimento, e não pelo simples fato de ser um submisso.

Resumindo: Não assuma que alguém lhe concedeu o poder só porque você é um dominante e essa pessoa é um submisso.

 

 

 

Segunda parte: Nem todo submisso quer as mesmas coisas. Nem todos os submissos interagem com uma dominante da mesma forma. O submisso sábio e psicologicamente saudável não se submete indiscriminadamente a todas que a si mesmas chamam de “dommes”. Ninguém tem o direito de dominação automática!

Deverá ser decidido mutuamente que tipo de relação de poder irão estabelecer.

Ok, ok, eu entendo o ponto. O que agora?

A próxima parte a entender é que, como um dominante, cabe sim a você fazer o que quiser dentro dos limites do senso comum e os limites negociados com o seu parceiro.

Aí sim! Let’s play!

 

repost de abril/2015

sessão virtual, dominadora profissional, prodomme, dominatrix, mistress, findom, bdsm, fetiche, fetish, podolatria, feet worship, dominadora profissional sp, prodomme sp, dominatrix sp, mistress sp, findom sp, bdsm sp, dominadora profissional rj, prodomme rj, dominatrix rj, mistress rj, findom rj, bdsm rj, prodomme ny, dominatrix ny, mistress ny, findom ny, bdsm ny, prodomme nyc, dominatrix nyc, mistress nyc, findom nyc, bdsm nyc, financial domination, money slavery, dominação financeira, femdom art, dominação virtual, virtual domination, financial exploratio, financial domination, money slavery, money slave, mistress nyc, mistress ny, dominatrix nyc, dominatrix ny

Escravo em castidade, anal play e muita diversão 

Noite muito divertida!!! acho que as fotos já falam por si….  A do rei judiar muito desse corno, anal play, tease and denial, podolatria, eletrochoque, spanking e obediência total. Como deve ser…