Tag: domination

Estúdio BDSM de Dominatrix profissional em São Paulo – Femdom House BR

Dispensa legenda… recebendo a visita da amiga Raysa Garcia. Um dia normal da Femdom House BR.

sissy training gifs – treinamento cross

Entregar o controle a outra pessoa: experiência “libertadora” – parte 1

Dominadora profissional São Paulo

Vou abordar a questão do CONTROLE dentro do universo BDSM. Nessa primeira parte, em uma leitura curta para que nas próximas publicações você possa acompanhar e compreender um pouco mais sobre o assunto.

 

Entregar o controle a outra pessoa é uma experiência muito “libertadora”. O que quero dizer é que liberdade e responsabilidade são dois lados da mesma moeda. Mas enquanto a liberdade é boa, a responsabilidade é muitas vezes estressante e desgastante. Ao desistir da liberdade, um submisso pode se sentir “liberto” da responsabilidade e, portanto, livre do estresse que o acompanha, mesmo que apenas por um momento. Enquanto eles estão sendo controlados, eles não precisam mais se preocupar com qualquer outra coisa. De repente, tudo se torna uma preocupação de outra pessoa, e isso faz com que se sintam melhor.
O controle também pode ser um grande fator para as pessoas dominantes, mas na direção oposta. Ser dado controle sobre a vida ou o corpo de outra pessoa pode parecer muito fortalecedor. O conhecimento de que agora você tem poder sobre outra pessoa, e eles não apenas aceitarão de boa vontade, mas de bom grado, a sua vontade, é muito estimulante.
Outro tema comum no bdsm é a confiança. De muitas maneiras, todo bdsm é um exercício de suprema confiança. O submisso está confiando que o dominante vá tão longe e não mais, e proteja o submisso de danos indevidos. Para um submisso, ser capaz de confiar em alguém tão profundamente que você está disposto a literalmente colocar sua vida em suas mãos é muito excitante. E para um dominante, ter alguém em sua vida que esteja disposto a lhe dar esse tipo de confiança também.

Crossdresser Pony training – Prodomme Session

TODAS AS FOTOS E GRAVAÇÕES SÃO CONSENSUAIS!! NÃO SÃO OBRIGATÓRIAS DURANTE A SESSÃO!

Foi uma ótima noite, a Domme V. combinamos de treinarmos a Crossdresser dela, a prática central escolhida foi poney play, para nos divertirmos com a Priscilla Cross! Óbvio que assim como a maioria dos fetiches no Universo BDSM nunca vem sozinho e sim acompanhado de uma ou mais práticas, a depender das preferências de todos envolvidos.

Nesse caso, rolou também inversão, dominação psicológica, tease and denial, humilhação verbal, feminização e fisting.

** PONEY PLAY DEFINIÇÃO: O pônei é uma atividade de BDSM que envolve dramatização de papéis com um participante desempenhando o papel de pônei e seu patrono atuando como seu cavaleiro ou treinador. O foco do pônei é o tratamento do pônei, das ações do pônei e do estado mental do pônei, em vez de parecer um pônei. O pônei é frequentemente de duas pernas. Gags bit, freios, botas hoove, selas, chicotes, arreios e rabos de butt estão disponíveis para completar o visual pônei. Aos desavisados, em nada tem haver com a prática de zoofilia.

Fonte: https://www.kinkly.com/definition/6188/pony-play

 

 

 

 

Priscila Cross aprendeu a trotar e quando foi do nosso interesse e diversão rebolou como o de costume, ao nosso olhar muito atento

 

Vestido preto sandálias vermelhas – Femme Fatale

Look maravilhoso divando nesse ensaio incrível. Amo sandálias vermelhas, o clássico preto, um bom vinho…. Em breve todas as fotos na galeria!!

 

Pony Play, Dog Play, Facesitting, Feet Worship, Humilhation

Perspectiva do escravo. Em algumas sessões terei junto com as fotos (que são SEMPRE consensuais), relatos dos escravos contando a sua experiência em me servir. Eu particularmente adorei essa sessão, já virou escravo em treinamento. Mistress Monique também esteve presente, em breve também as fotos dela!

It was a wonderful afternoon waiting for my mistress. She came with her friend Monique, and the first thing she order to me is to go to the ground and lick her feet, then Monique’s feet too.
I loved when they decided to seat and talk each other while I was cleaning their shoes with my tongue.
Sometimes they used my head like a foot stool.
Of course they used me like a ponyboy, a chair, they trampling me like a carpet crushing my face with their full weight.
It was two hours of total domination using me like a real slave.
I enjoyed a lot and to serve her again very soon.

 

Domme no RJ 

Rio te quiero!!! Amo essa cidade e meus subs cariocas!

Estarei na cidade maravilhosa do dia 26 a 29 de Outubro/ 2016.

Agende sua sessão APENAS ANTECIPADAMENTE por e-mail rainhacharlotte@gmail.com

Faça uma apresentação pessoal informando sua idade, fetiches e limites que vou analisar se me interessa ou não. 

IMG-20150702-WA0020

*********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** *********** ***********

Um pouquinho sobre uma das minhas idas ao rio:

30/06/2015

Foto tirada em Copacabana, pelo meu primeiro escravo do rio. Assim que cheguei deixei a mala no hotel e cai na praia. “Estou aqui, “A”, trás protetor solar e vem pagar a conta do quiosque”

IMG-20150702-WA0022-1

Massageou meus pezinhos, tirou as fotos, fui conhecer a vista do forte de copa (que é linda!!) e depois fomos para o seu apto. … Turn off. rs.

voltei antes das 19:00. Pois o capacho imbecil que pagou toda viagem seria então surrado por mim. Pontual chegou no horário, subimos. Levou muito tapa na cara. Um total idiota sempre tem o que merece. Muita humilhação verbal. Ele apanhou e dizia que não imaginava que eu tivesse tanta força. Frouxo mesmo!

Acabando meu primeiro dia….

… o Rio de Janeiro é lindo demais, fiquei realmente encantada. Tomei um banho e fui jantar, num restaurante na avenida atlântica. Na volta fui roubada! Tenso, triste, não dá para conceber isso numa cidade tão maravilhosa como o rio,  nosso cartão postal! Estou bem não fizeram nada fisicamente. Mais foi a chateação, o susto, a indignação.  Muito maiores que qualquer prejuízo financeiro!

Avisei o capacho do que tinha acontecido, pelo facebook e veio comprar um celular, fomos ao shopping, escolhi e ele pagou. Essas horas é que a gente vê o quanto a internet tem uma serventia muito eficaz. Usei o computador do hotel, avisei também por email os escravos agendados para quarta. Tudo ok.

01/07/2015

Chegou as 11:00, meu escravo gringo, desci para buscá-lo, fui conversando e acalmando o nervosismo dele, fui colocando as minhas botas e terminando de me arrumar. O que rolou: Bongade, spank (aguenta bem) e inversão.

20150701_120053[1] 20150701_120046[1] 20150701_120805[1]

Ah! E me presenteou com uma caixa de bombons com vinho, da Kopenhagen. Delicioso!

As 16:00, esse escravo fetichista, ganhei mais um mimo, essas luvas de cetim lindas! amei!

IMG-20150701-WA0066[1] 20150701_160514[1]

Foi a minha escravinha, coloquei peruca, montei todinha! Feminilização e amarrei na cadeira para tortura. (muita, nos mamilos, que adoro!) Após descobrir que era uma putinha ainda virgem, concluí: “quer ser uma putinha sem dar? isso não existe, agora você vai ser uma cadela putinha de verdade! e dar pra mim!” E assim foi…

…………………………………………………………………………………………….

Depois foi só descansar curtir mais um pouco a orla e arrumar as coisas para o voo de volta a SP, no dia seguinte de manhã.

Muito legal minha passagem pelo RJ, mesmo que breve e com a chateação do roubo, pretendo voltar em breve!

Dicionário – Humilhação Verbal

Oi babacas imbecis, vermes e germes, esse dicionário traz elogios especialmente para vocês! Encontrei na net achei o máximo, tirei alguns adjetivos (xingamentos), acrescentei outros. Quem tiver sugestões relevantes, serão bens vindas! Aproveitem para deixar comentários:

download

A
acéfalo
animal
anta
antiquado

B
babaca
banana
besta
bicha
boçal
boiola
burro

C

cadela
cagão
canalha
capacho

corno
covarde

D
débil mental
desaforado
descarado
desprezível
dissimulado

E
energúmeno
estúpido

F
filho da mãe
filho da …
filho duma égua
frouxo

G
gambá
gentalha
germe
grude

H
hipócrita

I
idiota
ignorante
imbecil
imprestável
insignificante
insolente
inútil

J
jaburu
jeca
jegue
joão-ninguém

L
lambão
lamuriante
lânguido
larápio
largado
lastimoso
lento
lerdo
lesado
lesma
leviano
linguarudo
lombriga
loroteiro
louco
lunático

M
maçante
mala
mal-acabado
maldito
mal-educado
mão-de-vaca
maricas, mariquinhas
matraca
mau-caráter
(seu) merda
mesquinho
micróbio
miserável
mole
molenga
mongol
monstrengo
monstro
monstruoso
mosca-morta
mula
munheca

N
nefando
neurótico
nojento

O
obsceno
odioso
otário

P
palerma
palhaço
pamonha
panaca
pangaré
pão-duro
paquiderme
parasita
paspalho
patife
pedante
peste
porco
praga
preguiçoso

Q
quadrado
quadrúpede

R
recalcado
relapso
relaxado
reles
repugnante
repulsivo
retardado
ridículo
ruim

S
sacana
salafrário
saliente
sarnento
seboso
sem-vergonha
sonso
suíno
superficial

T
tapado
tolo
tonto
toupeira
traíra
traste
trouxa

U
ultrajante
ultrapassado

V
vadio
vagabundo
verdugo
verme
viadinho

X
xucro

Z
zero à esquerda