PARA ALÉM DA DOR: FETICHES, PRAZER, PODER E ENTREGA.

Entrar nesse universo está muito além da dor: fetiches, prazer, poder e entrega.

Sim esse post vou iniciar com o próprio título, oque você se permite sentir, além de todos esses aspectos são: estímulos sensoriais, emoções e sensações diferentes de tudo oque o seu cotidiano exige. É como se fosse uma válvula de escape uma libertação. Mas isso vai mexer com você, mexer com você de verdade. Porém somente é possível acontecer com consciência, com confiança e o máximo de informações, até mesmo para quem já se julga experiente.

Através do meu site tenho essa possibilidade de falar um pouco sobre mim e esperando assim receber exclusivamente o contato de pessoas que pensam da mesma forma.

Não quero aqui impor nada (ainda), pois cada um tem um livre arbítrio. Porém ao fazer uma escolha e sim escolher me servir, você entrará num mundo a parte do que entrou, é como se você acessasse a porta 1 que é decidir entregar-se, esse caminho te leva a outras portas, e aqui você está batendo a minha porta, ao meu universo de fetiches do meu jeito particular de conduzir tudo. Onde você deixa do lado de fora da porta o seu livre arbítrio. Aqui dentro os meus fetiches os meus desejos estão em jogo, não existe certo ou errado. Apenas oque é seguro pode definir o certo ou errado, é o que é seguro fisicamente e mentalmente dizendo. A forma como tudo é feito é única e exclusivamente minha escolha.

Vou te dar os caminhos por onde você pode andar. Guiar por entre os labirintos que você pode se perder. Entre os teus medos e fetiches.

E te apresentar novas portas. Todas essas portas são os meus fetiches e que são muitos. De alguma forma talvez você poderá me atender. Por isso você deve apresentar-se, assim saberei discernir para qual finalidade será mais útil a mim. Qual será sua utilidade? Seus atributos para adentrar ao meu mundo? Para qual porta irei levá-lo?

 

 

De volta a São Paulo – Agenda aberta para sessões agora COM LOCAL

O que dizer sobre 10 dias em New York? Simplesmente demais! Desde o Central Parque, Times Square, Brodway musical Wicked maravilhoso,  Woody Allen tocando jazz no Café Carlyle, subir nos observatórios Word Trade, Rockefeller, Empire State…. tomar um drink no restaurante Skylyrk com uma vista linda no topo do hotel, fazer novos amigos… andar pelo soho, mais jazz, a ponte do Brookyn ainda mais linda durante a noite… conhecer as avenidas chiquérrimas com muito glamour, conhecer também o underground… E arte também com os museus, bibliotecas, igrejas….  Entre um passeio e outro algumas sessões, lojas com acessórios BDSM e roupas para cair o queixo mesmo de qualquer fetichista. Amei poder conhecer a Mistress Adrienne, que mesmo passando por tempos difíceis conseguiu me encontrar e passamos algumas horas juntas no domingo, por East Village onde pude conhecer Washington Square e lojas de punk rock para mais algumas comprinhas. Não podia ter encerrado essa viagem de forma tão incrível. Ela é fabulosa e poderosa!

Vou publicar algumas fotos da viagem agora e aos poucos todas. Já quero avisar também que a agenda em São Paulo já está aberta. Não esquece de agendar com antecedência porque depois não adianta chorar. rs Sempre faço uma avaliação rápida antes de passar o valores, as perguntas mais básicas que você pode e já deve enviar para facilitar o nosso contato são essas três aqui: a sua idade (não marco com menores de 21 anos), seus fetiches e seus limites. Se tivermos compatibilidades passo maiores detalhes e marcamos a sessão.

Estou com local próprio provisoriamente, na região central de São Paulo. Até novembro onde tenho a previsão de concretizar esse grande sonho da minha própria dungeon: a Femdom House. Colabore $$ para deixá-la ainda melhor! Pergunte-me como por E-mail passarei mais informações.

Endereço do local novo (em breve publico fotos aqui no site): Av 9 de Julho, 571 Bela Vista São Paulo – SP ** Discrição e higiene asseguradas. Podemos marcar em hotéis e motéis como venho fazendo, clicando em Local você terá acesso há algumas opções.

PS: Link para colaborar com a campanha da Mistress Adrienne contra o câncer —>>> https://www.gofundme.com/healingjourneyofadominatrix

Meu email para informações sobre sessão e caso queira ser um colaborador, realize doações para que a Dungeon Femdom House fique pronta e linda com tudo e mais um pouco!

–>>>mistresscharlottek@gmail.com OU Whatts app +55 11 98687-0248 (apenas texto e só respondo em horário comercial).

Dominadora profissional São PauloDominatrix São PauloMistress AdrienneMistress Charlotte Dominadora Profissional São Paulo (1)Mistress NYCProdomme Sao Paulo

momento paparazzi

Eu terminando de me arrumar na sessão, foto momento paparazzi. rs

Falta o escravo vir calçar as minhas sandálias!

rainha-dominadora

Buscando sua Domme

image

Encontrar perfis semelhantes entre Dommes /subs é indispensável para que a entrega seja plena e mágica como deve ser. Acontece que muitas vezes com o objetivo de agradar a uma Dominadora, o submisso deixa de ser sincero sobre os seus gostos e limites, o dificulta a compreensão do seu perfil. Ao se apresentar seja sincero consigo mesmo e diga a verdade sempre.

Cada dominadora tem o seu perfil, as suas preferências. Assim como cada submisso também tem. Esse universo chamado BDSM é muito além que libertador, é vasto, profundo, intenso. Torna-se de extrema necessidade o mínimo de conhecimento mútuo evitando possíveis frustrações de ambos os lados. Antes que digam: ” a Rainha manda, o escravo obedece” Sim, sem dúvida! Mas existe aí uma linha tênue entre essa afirmação e o bom senso.

Nenhum submisso se submeterá a uma Dominadora se esta não possuir, na minha concepção alguns certos atributos: o auto-conhecimento, a sensualidade, o poder de sedução, ou por exemplo simplesmente ser autoritária. O que eu considero o atributo mais importante de uma Dominadora é algo genuíno e certas vezes inexplicável: o *feeling.
Ele trás pra esfera da Domme a possibilidade de explorar melhor a situação buscando o prazer de ambos, ela conhecendo previamente o seu sub e sendo detentora desse chamado “feeling” poderá sim ultrapassar os limites do escravo. Propondo novas experiências dentro do então perfil de ambos! Que fique claro, ultrapassar e não desrespeitar, o que são coisas totalmente distintas. Enfim…

Afinal o ser humano busca ultrapassar os seus próprios limites não é mesmo? Em vários aspectos sejam eles profissionais, pessoais, ou dentro das suas fantasias e desejos mais profundos.

Além disso contamos com um botãozinho ótimo de stop que chama-se safe-word. Mas isso já é assunto para o próximo tópico. 😉

*Feeling definição:

Feeling é uma palavra em inglês que em português significa sentimento.

A palavra feeling também pode querer dizer pressentimento. (O que para o contexto é mais apropriado). É bastante comum ouvir pessoas falando que estão com um feeling de que algo possa dar errado, ou dar certo ou com um feeling de que uma coisa boa está por vir.