De volta a São Paulo – Agenda aberta para sessões agora COM LOCAL

O que dizer sobre 10 dias em New York? Simplesmente demais! Desde o Central Parque, Times Square, Brodway musical Wicked maravilhoso,  Woody Allen tocando jazz no Café Carlyle, subir nos observatórios Word Trade, Rockefeller, Empire State…. tomar um drink no restaurante Skylyrk com uma vista linda no topo do hotel, fazer novos amigos… andar pelo soho, mais jazz, a ponte do Brookyn ainda mais linda durante a noite… conhecer as avenidas chiquérrimas com muito glamour, conhecer também o underground… E arte também com os museus, bibliotecas, igrejas….  Entre um passeio e outro algumas sessões, lojas com acessórios BDSM e roupas para cair o queixo mesmo de qualquer fetichista. Amei poder conhecer a Mistress Adrienne, que mesmo passando por tempos difíceis conseguiu me encontrar e passamos algumas horas juntas no domingo, por East Village onde pude conhecer Washington Square e lojas de punk rock para mais algumas comprinhas. Não podia ter encerrado essa viagem de forma tão incrível. Ela é fabulosa e poderosa!

Vou publicar algumas fotos da viagem agora e aos poucos todas. Já quero avisar também que a agenda em São Paulo já está aberta. Não esquece de agendar com antecedência porque depois não adianta chorar. rs Sempre faço uma avaliação rápida antes de passar o valores, as perguntas mais básicas que você pode e já deve enviar para facilitar o nosso contato são essas três aqui: a sua idade (não marco com menores de 21 anos), seus fetiches e seus limites. Se tivermos compatibilidades passo maiores detalhes e marcamos a sessão.

Estou com local próprio provisoriamente, na região central de São Paulo. Até novembro onde tenho a previsão de concretizar esse grande sonho da minha própria dungeon: a Femdom House. Colabore $$ para deixá-la ainda melhor! Pergunte-me como por E-mail passarei mais informações.

Endereço do local novo (em breve publico fotos aqui no site): Av 9 de Julho, 571 Bela Vista São Paulo – SP ** Discrição e higiene asseguradas. Podemos marcar em hotéis e motéis como venho fazendo, clicando em Local você terá acesso há algumas opções.

PS: Link para colaborar com a campanha da Mistress Adrienne contra o câncer —>>> https://www.gofundme.com/healingjourneyofadominatrix

Meu email para informações sobre sessão e caso queira ser um colaborador, realize doações para que a Dungeon Femdom House fique pronta e linda com tudo e mais um pouco!

–>>>mistresscharlottek@gmail.com OU Whatts app +55 11 98687-0248 (apenas texto e só respondo em horário comercial).

Dominadora profissional São PauloDominatrix São PauloMistress AdrienneMistress Charlotte Dominadora Profissional São Paulo (1)Mistress NYCProdomme Sao Paulo

Dommes no Rio de Janeiro – 19 a 26 de março 2018

dominadoras rio de janeiro

 

Envie um email e seja avaliado! Poucos horários, agendamento atencipado!!!!

mistresscharlotek@gmail.com whatts app (apenas mensagem e em horário comercial) 11 98687-0248

Contando sobre mais uma sessão

image

Tease and denial, shibari, muuuiita podolatria – worship e tramplig, dog play, spanking com palmatória e um pouco de inversão. Voalá! Mais uma sessão delícia.

Segundo ele há tempos não servia uma Rainha, mas escravo que se prese já sabe como se comportar. E não esquece como é, porque está na sua natureza.

– vem até aqui escravo,
Beijou minhas botas com cuidado … puxei ele pelos cabelos , ele acompanhou com a cabeça. De joelhos na minha frente, percebi que ele relutava com suas próprias mãos que levantavam, querendo tocar as minhas coxas. Mas ele sabe…
– não pode, mãos pra trás.

Uma amiga me disse que minha postura enquanto domme é muito blasé. De fato é verdade.

Começou a dizer que faria tudo mas tudo mesmo que eu quisesse.
Não disse nada mas fiquei pensando, “que imbecil e ele está aqui pra quê?”
Mandei que fosse até a porta.
– agora vem, mas rastejando.
Ele veio de quadro.
– isso é o melhor que pode fazer? Isso é rastejar? Vai pra lá e volte direito.
E ele veio. Mandei que deitasse daquele jeito mesmo e então subi no meu tapetinho.
– é pra isso que você serve pra eu limpar as solas das minhas botas!
E limpei. E tirei essa foto aqui:

image

Depois disso, coloquei ele na coleira; andei um pouco com meu novo escravo pelo quarto do hotel, dog play. Quero colocar nomes em todos meus escravos, mas isso dá muito trabalho, ficar pensando no nome… Acho que vou fazer como faz o Dom Barbudo que enumera: escravo 001, 002, 003… Além de prático e bem apropriado.

Bom, sentei na beirada da cama e fiz ele me cheirar, pra reconhecer a nova dona.
Falei pra lamber as minhas mãos igual a um cãozinho. E também as minhas axilas. Mas por fora, com o braço fechado, bem na dobrinha. Essa prática não é  tão comum, chama-se axilismo, eu acho bem excitante. E tenho uma teoria sobre isso: se o escravo lamber gostoso as axilas ele também sabe fazer um bom oral. rs

Depois disso, amarrei suas mãos e prendi numa das colunas da cama, provoquei muiiito, depois descansei sentada na cama, apoiando nele, antes de tirar as botas.

image

Eu disse que como ele estava se comportando eu ia deixar ele beijar os meus pézinhos.